Resenha de “Islomania” para o meme da página 161

por: Lucia Malla Antigos, Ilhas, Livros, Memes, listas & blogagens coletivas

Resenha de “Islomania”, livro de Thurston Clarke, sobre a mágica da ilha.

Foi a Issana quem me convidou indiretamente pra esse meme estranho – e eu, que adoro essas estranhezas, topei, é claro. Diz a regra:

“1ª) Pegar um livro próximo (PRÓXIMO, não procure);

2ª) Abra-o na página 161;

3ª) Procurar a 5ª frase completa;

4ª) Postar essa frase em seu blog;

5ª) Não escolher a melhor frase nem o melhor livro;

6ª) Repassar para outros blogs.”

Eis que o livro mais próximo no momento em que escrevo essas linhas chama-se “Let’s call him Lau-wiliwili-humuhumu-nukunuku-nukunuku-apua’a-‘oi’oi”. É um livro infantil havaiano, que conta a história de um casal de peixes num recife de corais no Havaí que se apaixonam e têm um filho-peixe, e todos os amigos habitantes do recife de coral (polvo, outros peixes, moréia, etc.) dão pitaco no nome sugerido, que é essa enormidade aí acima – e que quer dizer em havaiano “o filho de um Peixe-Picasso e uma Peixa-borboleta”. Mas é claro, esse é um livro pra crianças de 3 anos. Então não tem página 161. Não tem nem 30 páginas, aliás.

Pego o segundo mais próximo, então. É um dicionário Michaelis de inglês-português, daqueles de bolso, bem diretos. Não tem frase completa, só verbetes soltos, em formato mono. O 5º verbete da página 161 é “infringement”. Não vale.

Pego o terceiro livro mais próximo, então. Chama-se “Atol das Rocas”, e é um desses coffee table books, de fotos maravilhosas tiradas pelo Luciano Candizani no atol. Tem fotos, mas não frases completas. Além disso, não chega à página 150. Tá ficando difícil responder a esse meme.

Resenha de Islomania

Ilha de sonho - Resenha de Islomania - Thurston Clarke

Finalmente, vou pro quarto livro mais próximo. Chama-se “Islomania”, que é o nome dado por essa paixão alucinada por ilhas que muitos têm – eu, inclusa. O livro é de Thurston Clarke e tem ainda mais páginas. Eis minha resenha de meme.

A página de número 160 é um mapa, da ilha de Jura, onde George Orwell aparentemente escolheu viver nos seus períodos iniciais de tuberculose, numa propriedade chamada Barnhill. Foi em Jura que Orwell terminou de escrever seu clássico “1984”. Na página 161 do “Islomania”, contando essa história, a 5a frase completa é:

“It is said he wanted to escape the London literary treadmill, had complained of being “smothered under journalism”, and that living on an island had been a long-standing dream – one reflected by an entry in his wartime diary speaking of “my Hebridean Island which I shall now probably never see”.”

Só de curiosidade, a ilha de Jura fica na costa escocesa do Atlântico, e é uma das ilhas que fazem parte do conjunto chamado Hebrides Islands. No livro acima citado, ela é reconhecida como a ilha “Silenciosa”.

E eu passo esse meme para aqueles blogueiros que também são islomaniacs. Apresentem-se portanto os representantes desse bizarro grupo na blogosfera brasileira!

Tudo de bom sempre.



171
×Fechar