Pequenas anotações de viagens virtuais 38: ilhada

por: Lucia Malla Antigos, Blog, Blogosfera & mídia social, Ilhas, Links gerais

1) Edição 38. Tem uma série de moedas de US$0.25 que retrata os estados americanos. Nessa semana, anunciaram o lançamento da última da série, que retrata o Aloha State.  Tão em voga com a eleição de Obama, querido também dos surfistas.

2) Em tempos de crise financeira, o mercado imobiliário de ilhas se derrete, portanto, em promoções. Já pensou ter uma República Malla no Pacífico? (Sonhar não custa nada…) 😀 😀

3) Mas se você não pode comprar uma ilha, pode alugar. Dá pra brincar de ilha deserta por uma noite no Caribe por US$ 100.00. Mais barato que uma noite num hotel de luxo pelo mundo. Além de mais aventuresco, sem dúvida.

4) As cavernas do Brasil ameaçadas por uma modificação do decreto que as rege. Via querido Sergio Leo, já no novo endereço.

5) Esta temporada no Havaí tem Quiksilver in Memory of Eddie Aikau – não acontece há 4 anos. (Comentei sobre Eddie aqui recentemente.) Vários surfistas já foram convidados, outros estão na “lista de espera”, e o Gustavo já comentou que há desta vez um brasileiro no meio dessa que é a competição mais cobiçada do surfe mundial. A data do evento? Quando baterem ondas de 20 pés em Waimea Bay, a partir de 1º de dezembro. Se tudo der certo, terei fotos especiais do evento. 😉

6) “Goodbye, Tuvalu!” é talvez o site com o logo/banner mais deprimente que já vi. E não estou falando de design. 🙁

7) Falando em ilhas, mais links de sonhos: a lista dos 10 arquipélagos desabitados mais lindos do mundo e dos 30 arquipélagos mais incríveis do planeta (meio repetitiva as duas listas, mas enfim…). Palau ainda é minha ilha/arquipélago favorita, apesar da 8ª colocação no ranking deles do Pacífico. Concordo com o 2º lugar pro Havaí, though. Galápagos cabe em duas categorias – e só entrou em Américas. Mas… quanta ilha pra conhecer ainda, não? Ah, como eu adoro descobrir essas coisas…

8)

“We do not want to leave the Maldives, but we also do not want to be climate refugees living in tents for decades.”

Essas palavras foram ditas pelo presidente das Maldivas na semana passada, quando anunciou a criação de um fundo monetário, espécie de “seguro”, para a compra de um novo local pra chamar de país e para a remoção adequada dos 300,000 habitantes do arquipélago quando o mar subir. Estão considerando comprar terras no Sri Lanka, na Índia ou na Austrália. O dinheiro para este fundo virá do turismo, principal atividade econômica local. De acordo com o IPCC, as Maldivas serão um dos países que primeiro desaparecerão do planeta, vítima da elevação do mar causada pelas mudanças climáticas. Basta 1ºC de aumento de temperatura na atmosfera para que o naufrágio maldivense comece. Sad but true.

9) Já que falamos de mudanças climáticas, não deixe de ler o excelente op-ed de Al Gore no NYTimes. A lucidez com que ele fala de política ambiental, principalmente pros EUA, é assombrosa. Aproveite e veja também o mapa interativo que a National Geographic publicou sobre os impactos acarretados pelas mudanças climáticas em cada parte do mundo.

10) Eu conheci o Marco Antonio quando estava na UFV, e vi alguns desses “causos” que ele relata aqui infelizmente ocorrerem.

11) A coleção de fotos da Antárctica mais lindas que eu já vi. Num blog de fotografia que eu não conhecia e que parece muito interessante, o The Big Picture – tem um post com fotos de animais… cada uma mais linda que a outra.

12) Snowboard nas Maldivas? Dependendo do ângulo da foto, até dá pra acreditar… 😛

13) Luciano Candisani mostra em seu blog a aventura com os pingüins… das ilhas Galápagos (e das Malvinas/Falkland, de quebra). Com fotos lindas, como sempre.

14) Por fim, percebi um movimento anômalo no meu blog de domingo para cá. Muitas pessoas chegando via Google procurando incansavelmente sobre o atol de Bikini e variantes (caíam nesse post ou nesse, basicamente). Fui investigar hoje e descobri que houve uma reportagem no domingo passado no Domingão do Faustão com Lawrence Wahba sobre o atol e sua fauna, literalmente explodida pelos testes nucleares americanos.

Louvável que haja esse tipo de divulgação científica no meio de um programa popular de audiência. Acho que assim mesmo, intercalando com as fofocas do dia, que se pode ser mais eficiente em divulgação e atingir um maior número de pessoas. Afinal, num mundo ideal as pessoas se interessariam por assuntos assim sem precisar de Faustão. Mas infelizmente não vivemos num mundo ideal. Na atual conjuntura educacional, fiquemos felizes com o espaço dado a Wahba na TV – e utilizado de forma muito bacana.

Uma tristeza no coração, entretanto, ouvir de Lawrence que ele espera que seus netos vejam o atol em condições melhores – as Ilhas Marshall estão entre os primeiros países que desaparecerão com a elevação dos mares, junto com Tonga, Maldivas e Tuvalu. Ou seja, sem muitas chances de seus netos virem isso.

(Lembrando: André foi consecutivas vezes aos atóis das Ilhas Marshall e fotografou-os. O resultado está nas galerias online Ailuk, Rongelap e Namu. No site da ArteSub, por certo. 🙂 )

PAVV 38

15) Tudo de ilhas sempre.



117
×Fechar