Meus top 10 points de mergulho no mundo

O finado blog de mergulho Divester publicou há milênios uma lista da revista Scuba Diving News dos 10 melhores lugares para mergulho do planeta. A revista fez um ranking de 100 e outra revista concorrente, a Scuba Diving, também fez seu ranking de 100 locais selecionados.

Dos top 10 da revista, eu conheço o Manta Ray em Kona (que eu apelidei de rave diving, devido à quantidade de holofotes que te fazem ter a sensação de que estás numa rave embaixo d’água) e o Blue Corner de Palau, que para mim é o melhor site de mergulho do mundo.

Mais recentemente, o MSNBC chamou experts em mergulho e também fez tal lista. E nesta lista, a unanimidade suprema de Palau como “the best around the world” foi mais uma vez coroada.

Entretanto, no final das contas, como toda lista que se preze, está sujeita às mesmas controvérsias intrínsecas. Isso, aliás, é o legal dessa história de lista. Te faz parar para dar pitacos ao léo.

Meus top 10 points de mergulho (em 2008)

Não vou listar 100 lugares aqui pra não cansar a beleza de ninguém. Resolvi fazer uma lista dos 10 points de mergulho que achei mais legais/interessantes/diferentes.

Veja bem, eu adoro mergulho “colorido” (ou seja, cheio de invertebrados malucos) e em águas calmas e quentes. Certamente quanto mais calmo e quente, melhor. Nada de mergulho gelado ou com muita corrente, que meu negócio é recreação, não maratona de sobrevivência subaquática.

Dadas essas condições, meus 10 points preferidos até hoje se dividem entre 3 locais: Filipinas, Palau e Havaí. Há também um lugar em Fernando de Noronha onde fiz um mergulho excelente e que também merece uma honrosa menção, então são 4 locais.

Não que ache desinteressante ver o Spiegel Grove ou mergulhar em Jeju, na Coréia do Sul. Mas é que no quesito “recreação total”, esses mergulhos em água gelada nunca me convencem, e, apesar de vermos muitos bichos e comportamentos interessantes lá embaixo, eu estou sempre um pouco preocupada com a possibilidade de hipotermia.

Então, na minha modesta lista dos meus 10 mergulhos prediletos só há locais de água morna. São eles:

1) Blue Corner, Palau

Top 10 points de mergulho no mundo - Blue Corner

Quem sou eu pra contradizer os entendidos. O Blue Corner já foi eleito o melhor dive site do planeta diversas vezes, e não por acaso. O local está na convergência de 3 grandes correntes marinhas, e ocorre muita ressurgência de nutrientes, o que atrai inúmeros peixes de todos os tamanhos e espécies para se alimentarem, em quantidades que eu nunca havia visto na vida. Tudo acontece ali. O mais legal é que você fica ancorado no topo de um recife, parado, assistindo àquele espetáculo azul na sua frente. Parece uma mega-TV com um filme de ação rolando, os tubarões caçando nos cardumes de peixe, as barracudas pra lá e pra cá… uma festa. Para mim, foi um mergulho pra lá de emocionante. Sensacional e imperdível para qualquer um apaixonado por esse esporte.

2) Coconut Point, Apo Island, Filipinas

Uma catedral de recifes de corais intocáveis, um paredão enorme totalmente biodiverso, recheado pelas cores dos corais moles, esponjas e estrelas-do-mar. A sensação que temos é de um mega-painel abstrato, de cores, formas e texturas. Para quem gosta de arte moderna, uma visão natural da coisa.

3) Ulong Channel, Palau

Um mergulho de “drift” – ou seja, você é levado ao belprazer da corrente, sem esforço algum. A primeira ostra gigante a gente nunca esquece, e a desse mergulho era simplesmente maravilhosa. Uma “floresta” de corais-alface, onde peixes se escondiam. Além disso, um tubarão à caça de comida garantiu diversão nos últimos minutos, já na parada de descompressão a 5 metros.

4) Noturno no West Escarceo, Puerto Galera, Filipinas

Porque eu vi e chorei embaixo d’água ao ver pela primeira vez um nudibrânquio do tipo dançarino espanhol. Ele parece um travesseiro fofinho vermelho de pelúcia, e efetivamente dança sobre os corais e afins. Um bicho-nuvem e, de bônus, tinha um camarãozinho passeando sobre o nudibrânquio. Cena inesquecível.

5) Light House, Malapascua, Filipinas

Top 10 points de mergulho no mundo - Malapascua

Outro mergulho noturno onde as vedetes foram os cavalos-marinhos, os peixes-mandarim se acasalando e os hermitões, que escolhiam os artefatos mais bizarros para se protegerem. Um festival de biodiversidade micro. O mergulho foi bem longo, porque o lugar não era muito fundo, então o ar do tanque demorou muito para exaurir. Maravilha.

6) Turtle Pinnacle, Kona, Hawaii

Conheci esse point na minha lua-de-mel e, além de geograficamente interessante, rendeu uma foto de tartaruga marinha premiada em Londres. Mais marcante, impossível.

7) Ilha do Meio, Fernando de Noronha, Brasil

Outro mergulho de “drift”, dessa vez numa floresta de algas, com inúmeras tartarugas e peixes-frade. Foi a primeira vez que achei uma lagosta – ela estava entocada e eu achei de relance, num momento de extrema sorte. Apesar da corrente ter nos levado para a direção oposta à esperada, o mergulho foi tranquilo e a paisagem sub das mais interessantes, comprovando a cada momento porque Fernando de Noronha é o lugar nota 10 de mergulho no Brasil. (Mas provavelmente só consta na lista a Ilha do Meio porque nunca mergulhei em Pedras Secas… que dizem ser o melhor mergulho de Noronha. Vontade não falta, mas como não conheço, fica de fora!)

8) Rocky Point, Apo Island, Filipinas

Top 10 points de mergulho no mundo - Rocky Point, Apo Island

Mergulhei duas vezes nesse point, por paixão a um paredão de corais bem drástico, cheio de peixes coloridos. Não sei explicar por quê, mas nesse local, me senti em casa.

9) Noturno no Short Drop-off, Palau

Top 10 points de mergulho no mundo

Esse mergulho foi o mais longo que fiz: 90 minutos embaixo d’água. Metade do mergulho foi feito a uma profundidade de 3 a 5 metros, o que garantiu a duração extrema do ar e o fim da pilha da lanterna, terminando o mergulho em breu total. Eu vi tanta coisa naquela 1 hora e meia… mas o destaque fica para um peixe-crocodilo enorme, recostado num coral, à espreita… da gente.

10) Pinnacle, Verde Island, Filipinas

Top 10 points de mergulho no mundo - Pinacle Reef

O que dizer de mergulhar no lugar mais biodiverso do planeta? Você chega nesse point e não vê nada, só umas pedrinhas ridículas na superfície. Aí você cai na água e percebe que está num dos lugares mais lindos e coloridos naturalmente do planeta. Surpresa atrás de surpresa. O destaque foi uma esponja roxa, que tinha a textura de um azulejo, em meio ao jardim de corais em forma de buquê. Verdadeiro jardim subaquático. Inesquecível, apesar da corrente que me fez dar umas cambalhotas divertidas.

Points de mergulho dos sonhos

Mas depois dessa lista feita (amanhã provavelmente lembrarei de outros points ótimos que esqueci e a lista vai assim, ficando mutante mesmo), resolvi incorporar um adendo ao post. É a lista de destinos de mergulho dos sonhos. Por exemplo, nunca mergulhei no Caribe (falha intolerável no currículo, eu sei). Baseado na lista dos top-100 feita pela revista, mas não restrita a ela, eis onde ainda quero mergulhar.

  1. Fiji – ATUALIZAÇÃO: Mergulhei em Beqa Lagoon, Fiji, em 2011. Aliás, é o melhor mergulho com tubarões no mundo!
  2. Maldivas (antes que vire vilarejo submerso)
  3. Ilhas Northwestern, no Havaí
  4. Grande Barreira de Corais (antes que ela sucumba toda esbranquiçada) – ATUALIZAÇÃO: Mergulhei em Heron Island, na Grande Barreira de Corais Australiana em 2015. O post aqui do blog contando o quanto essa ilha é um paraíso é um dos meus preferidos.
  5. Ilha de Guadeloupe, na costa do México (com os tubarões-branco)
  6. Okinawa, no Japão (apesar do frio, já ouvi excelentes histórias desse mergulho)
  7. Belize (Great Blue Hole! E a Grande Barreira de Corais de Belize é considerada a mais bela barreira coralina das Américas) – ATUALIZAÇÃO: Mergulhei no Great Blue Hole e nos corais de Belize em 2019. Emocionante e inesquecível!
  8. Papua Nova Guiné (é o país mais exótico do hotspot de biodiversidade marinha)
  9. Shark Bay, na Austrália
  10. Bonaire

Sonhar não custa nada, não é mesmo?

Tudo de mergulho sempre.



443
×Fechar