Breve passagem pelo Canadá

por: Lucia Malla Canadá, Viagens

No início de janeiro, quando estávamos a caminho do Havaí, passamos pelo Canadá (??). O vôo era Guarulhos – Toronto – Vancouver – Honolulu. Pode parecer bizarro, mas este longo trajeto, por incrível que pareça, era o mais vantajo$o.

Mas não deixa de ser estranho. Você sai de um país tropical em pleno verão, seu destino final é uma ilha tropical, mas no meio do caminho para no meio… da neve. No início de janeiro o Canadá era um mundo branco. Como eu já demonstrei antes, tenho uma relação de amor e ódio muito estranha com o frio e a neve. De modo que, dada a conexão de algumas horas em Toronto, saímos do aeroporto para dar um passeio rápido pelo país gelado.

A vista, ainda de dentro do avião, já dava um “gostinho” do frio que nos aguardava. A cidade parecia uma enorme fotografia em branco e preto.


No aeroporto de Toronto, a sensação era de que os aviões estavam em uma pista de patinação no gelo.

Ficamos em Toronto apenas algumas horas, tempo suficiente para sairmos do aeroporto, tomarmos um café com um amigo do André, brincarmos um pouco de guerra de bolas de neve e voltarmos pra pegar o vôo para Vancouver. Jamais posso dizer que conheço Toronto: preciso voltar com calma.

Já Vancouver do alto não estava tão branca. Era de tardinha quando sobrevoamos e o sol iluminava as montanhas. Que cidade linda. Fiquei com muita vontade de ficar um pouco mais, mas infelizmente não dava: em vôos que vão para os EUA, a imigração americana acontece ainda em solo canadense. Passei minhas horas de Vancouver na companhia dos agentes da imigração. E lidando com as imensas malas que carregávamos.

Vancouver do alto… A foto NÃO faz jus à beleza da cidade.

Apesar da passagem ultra-rápida, fiquei feliz de ter tido tempo pelo menos para nos divertimos um pouco com a neve e sentirmos o friozão canadense. Porque agora nem tão cedo sentiremos de novo tal geladeira. Saudades? Só o tempo dirá.

Tudo de bom sempre.



310
×Fechar