Beija-flor

por: Lucia Malla ArteSub, Blogversário, Mallices

O convidado de hoje é mais que especial. Afinal, ele quase nunca escreve, mas sempre me emociona profundamente. Aliás, me emociona todos os dias, desde que o conheci numa praia aqui no Havaí. Ele viu este blog nascer, numa noite de outono na Coréia; 5 anos depois, com seu festival de cliques, se tornou um colaborador fundamental para o entendimento das viagens que decido contar. Mais: é fonte de inspiração que não poupa críticas nem elogios. Com vocês, os comentários sobre o processo de escrever este blog daquele que é testemunha diária do ato: meu amor André. 🙂

*********************

Escrever um blog não é uma tarefa fácil, pelo menos para aqueles que não o fazem com espontaneidade. Ver a Lu escrever aqui em casa é como ver um beija-flor extraindo néctar: parece tão simples e corriqueiro… mas requer esforço e consistência. Para ela, entretanto, a força-motriz vem naturalmente. É a interpretação do mundo natural por meio das palavras que lhe fornece felicidade. Não tem prazo nem restrição, a Lu vai escrevendo do jeito que for, sem deixar de interagir com os que lêem e comentam, consolidando o seu estilo aventuresco e curioso com o aperfeiçoamento contínuo. Não por necessidade, ou para fazer uma imagem, mas pela paixão pelo desconhecido. Comunicar, de forma simples e clara as percepções que levam sua mente inquisitiva a um estado de satisfação. A Lu escreve com otimismo inato, essência da sua personalidade e soma de suas experiências acumuladas. Os quase mil posts inusitados, densos e criativos refletem a variedade de discussões e reflexões aqui em casa que vão para a “pauta” imaginária. Às vezes a inspiração vem de uma imagem, um mergulho, uma viagem, uma pesquisa… Mas sempre passa pelo que ela sente. Seja como for, a ótica que a Lu traz para os assuntos que aborda é reflexo do seu otimismo de ver e viver o mundo. Eu sou suspeito para falar, mas um mundo com mais Mallas seria um mundo mais feliz e colorido.

Tudo de Malla sempre.



149
×Fechar