Sexta Sub: Palau estabelece a primeira reserva marinha de tubarões do mundo

por: Lucia Malla Animais, Ecologia & meio ambiente, Palau, Política, Sexta Sub, Tubarões

Eu estou sempre aqui neste blog comentando da situação triste dos tubarões no mundo, que eles vêm sendo ameaçados, pescados até o limite, etc. Então quando aparece uma boa notícia sobre tubarões, acho fundamental comentar, principalmente quando se trata de uma reserva marinha de tubarões – uma área inteira dedicada a eles. Para (quem sabe…) inspirar discussões (quiçá atitudes!) sobre ações semelhantes que poderiam beneficiar tanto quanto a espécie.

O caso é: há alguns meses, na Sexta Sub, eu alertei sobre a ameaça que os tubarões de Palau, ilhota do Pacífico, poderiam a vir sofrer. O governo de Palau, pressionado pelos lucros do comércio de barbatanas de tubarão da Ásia, estava em vias de abrir a Zona Exclusiva Oceânica do país para a pesca de tubarões. Eis que petições online foram organizadas, discussões (e protestos) da comunidade de mergulho e turismo ganharam força, nomes de peso se manifestaram ao presidente, e semana passada, depois de pôr os pés na realidade na balança o quanto o turismo de mergulho é importante para a economia do país, o presidente de Palau Johnson Toriboing anunciou a criação de um santuário marinho para os tubarões, o 1º dedicado à espécie no mundo, que se estende por 600,000 quilômetros quadrados de mar (uma área do tamanho da França). É uma vitória, sem dúvida.

Por mais que a gente saiba que existe uma logística necessária complicada para o santuário funcionar direito (fiscalização, principalmente), o fato de um governo tomar uma decisão nesse nível em prol dos tubarões precisa ser celebrada. É o reconhecimento oficial da importância dos tubarões para o turismo do país, para o ecossistema local e para a saúde do ambiente como um todo (incluindo aqui o ambiente social). É um passo importantíssimo, uma atitude que pode vir a servir de exemplo para outros governos em outras áreas do mundo, quem sabe. Há esperança, enfim.

Sabemos que no mundo atual esse tipo de atitude em prol do ambiente vindo de um governo é raridade. Também sabemos que a maior parte das pessoas só faz reclamar e nunca lembra de agradecer quando algo de bacana realmente acontece (a maioria take for granted as coisas boas e só reclama do que não funciona). Para expressar ao governo palauano o quanto os cidadãos do planeta apreciaram a atitude do governo, a ONG Shark Savers fez um cartão virtual que cada um pode enviar ao presidente Johnson Toriboing, basicamente agradecendo por ter feito a parte dele no quebra-cabeça do jogo ambiental que vivemos em prol dos tubarões de seu país. Bacaninha a idéia, não? Eu adorei.

Parabéns a Palau pelo belo exemplo.

Tudo de tubarão em Palau – e no mundo – sempre.

***************

– E em nota temática colateral, um tubarão raríssimo, o Megachasma pelagios, apareceu morto em julho passado numa praia em Arraial do Cabo, no litoral carioca. O Luciano do Caapora conta mais de perto sobre o caso, com detalhes muito interessantes. Vale lembrar que o primeiro animal desta espécie identificado foi no Havaí em 1976 e sua carcaça está ainda hoje exposta/arquivada no Bishop Museum aqui em Honolulu. Um museu, aliás, que vale uma visita (e um post) um dia desses…



115
×Fechar