Pela belíssima costa da Dalmácia

por: Lucia Malla Croácia, Europa, Viagens

Toda 6a feira, há 2 rituais blogueiros a que me acostumei: publicar a Sexta Sub e ir ver qual é a Charada da 6a do Riq Freire. Em geral, por conta do fuso horário, quando vou ler a Charada alguém já respondeu certeiramente. Mas mesmo assim, a brincadeira pra mim não termina, porque me divirto muito com os chutes maradônicos da galera Vnv. Principalmente os criativérrimos do Arthur, que me fazem dar gargalhadas.

Eis que na semana passada, a famosa Charada da 6a foi um pedaço de costa em Portugal que poucos conhecem, na Serra da Arrábida. E o burburinho na caixa de comentários foi que seria em algum ponto da costa da Dalmácia, entre Croácia e Montenegro, talvez. Assim que li tantos chutes pro mesmo ponto, logo comentei que achava que não. E resolvi relembrar aqui um pouco deste deliciosos passeio. 😀

Nosso passeio pela costa da Dalmácia

No ano passado, nós viajamos de carro pela costa da Dalmácia, no trecho entre Split e Dubrovnik, na Croácia. Esta região é conhecida como o “Big Sur da Europa” pela semelhança de dramaticidade das paisagens, que fazem lembrar o Big Sur californiano (cujo post completo estou devendo há mais de 3 anos). Confesso que não esperava uma costa tão bonita. Mas o que eu vi me impressionou muito.

Pela belíssima costa da Dalmácia

Primeiro vilarejo assim que saímos de Split, chamado Dugi Rat. O bucolismo do passeio começa a mostrar suas garras – mas não dura muito, porque logo vira romantismo… 😀

A estrada E65 é cheia de curvas e desce por toda a costa da Dalmácia. Até Dubrovnik, é uma estrada de uma pista só pra cada lado – portanto se você tem pressa, esqueça, porque qualquer caminhão na sua frente te faz diminuir a velocidade consideravelmente. O que não é um problema, entenda-se. Porque não tem como você não parar para fotografar e apreciar a paisagem a cada curva: é muita beleza junta.

As belezas da costa da Croácia

O mar Adriático, calmo como uma piscina, em tons de azul placidez – quanta história aquelas águas claras contam… As praias de pedra, cujas ondas batendo dão uma sonoridade peculiar, quase de fogos de artifício naturais. Os pés de azeitona que te fazem se sentir definitivamente no Mediterrâneo. Os penhascos rochosos que indicam o fim dos Alpes Dináricos abruptamente, na beira do mar.

A rocha em si da qual estas montanhas são feitas. Mistura de dolomita com areia e calcário, que dão uma coloração cinzenta-esbranquiçada incrível. É a palheta perfeita para os raios de sol pintarem das mais variadas cores… Ah! a geologia… se você é geólogo, aqui é seu playground natural. As infinitas reentrâncias da estrada, que escondem vilarejos, povoadinhos e praias desertas. A instigante passagem-relâmpago (menos de 15 minutos de direção ao total) pelo enclave de Neum, pedaço da Bósnia que avança pela costa da Croácia.

Neum.

A costa da Dalmácia não cansa aos olhos

Em 4 horas de volante, dá pra chegar tranquilamente a Dubrovnik. Mas o ideal mesmo é fazer este pequeno trecho em vários dias, parando em vilarejos, aproveitando as praias e visões. E se hospedando nas pousadinhas charmosas, ou curtindo alguns dos inúmeros parques naturais que estão ali.

Ou esticando até alguma das ilhasHvar é considerada uma das melhores ilhas do mediterrâneo para cair na gandaia, e Brac uma das melhores para se viver (de acordo com o Islands.com, claro). E passeando por ali, dá pra entender por que a Croácia pode ser um dos destinos mais preciosos de 2010. É maravilhosa.

Marina da cidade de Omis, próxima a Split, no início do Big Sur europeu. Sente a imponência do paredão rochoso atrás.

Adorei cada metro da estrada. A paisagem não me cansou nunca, cada curva uma novidade. O dia estava lindo, o que contribuiu para que o azul do mar ficasse mais estonteante ainda. E no fim, a chegada a Dubrovnik tem um clima de “volta à civilização” (!!), onde uma ponte modernosa vai te fazer passar da beleza romântica dalmácia para… a beleza histórica de Dubrovnik. É uma mudança radical, mas não menos interessante. 🙂

Ponte na entrada de Dubrovnik.

Tudo de bom sempre.

Pela belíssima costa da Dalmácia

Pôr-do-sol brilhando o Adriático, na costa da Dalmácia. Ao fundo, ilha de Hvar.

 



486
×Fechar