Minhas fotos prediletas – Wildlife Photographer of the Year 2011

por: Lucia Malla Animais, Antigos, Arte, Fotografia

Todo ano eu escolho as minhas fotos prediletas entre os vencedores do concurso Wildlife Photographer of the Year (anos anteriores: 2006 – quando André venceu, 2007, 2008, 2009, 2010), o concurso mais importante de fotografia da vida selvagem do planeta. Ontem saiu o resultado do Wildlife Photographer of the Year 2011, então como de praxe deixo aqui as que gostei mais.

Alguns comentários antes. Apesar do vencedor geral ter sido Daniel Beltrá (com um trabalho de fotojornalismo sobre o derramamento de óleo no Golfo do México de cair o queixo), o grande vencedor deste ano foi definitivamente Bence Máté. O húngaro venceu o prêmio Eric Hosking com um portfolio impressionante, que é um excelente resumo da sua carreira como fotógrafo. A foto dos pelicanos é fenomenal. Bence, aliás, é fenomenal, de uma criatividade incrível, e o WPY deste ano apenas sedimentou essa, já que além do portfolio, ele também ficou em 3º na categoria Behavior – Other Animals e em 3º em Animal Portrait.

Enfim, uma outra mudança dos anos anteriores é que agora eles permitem 7 fotos por artigo de divulgação sem infringir a licença. O que significa que, ao invés das 5 fotos que mais gostei, colocarei as 7 prediletas. 🙂

Parênteses

Se pudesse, eu colocaria pelo menos umas 20 que são lindas, mas enfim… vocês podem passear pelo website e babar julgar por vocês mesmos a qualidade artística das fotos. 🙂 Fecha parênteses.

Minhas 7 favoritas estão, enfim, aí embaixo.

1) Still Life in Oil – Daniel Beltrá

Wildlife Photographer of the Year 2011 - Daniel Beltrá

Não é só o título que é um fenomenal trocadilho com a arte em si – “Natureza morta em óleo”. A foto é simplesmente maravilhosa. Iluminação perfeita, textura lindíssima, como se fosse mesmo uma natureza morta – e como essa foto fez parte da história fotojornalística que venceu, ela é um grand finale contundente pra uma história triste de perda. Pela 1a vez desde que comecei a seguir o concurso, eu concordo com o WPY na vencedora geral. 🙂

2) Cachalacascape – Gregory Basco

Amei essa foto. Parece um desenho japonês feito a nanquim. A fineza dos detalhes de cada folha e galho, uma obra de arte. Foi Highly Commended na categoria “Nature in Black and White”, mas para mim, merecia ser a vencedora, pela delicadeza e beleza (além do animal, claro).

3) Gobi Oasis – Alessandra Meniconzi

Wildlife photographer of the Year 2011 - Alessandra Meniconzi

Outra foto “Highly Commended” (na categoria Wild Places) que merecia ter vencido, em minha opinião. A divisão perfeita da foto, com o “céu” de areia, uma visão completamente diferente de um oásis. Além disso, num dos desertos mais interessantes do planeta, o de Gobi, na divisa da China com Mongólia. Amei.

4) Night Prowler – Emanuele Biggi

Emanuele Biggi - Wildlife Photographer of the Year 2011

Ok, eu amo o Cinque Terre, na Itália. Mas o fato de que Emanuele Biggi conseguiu tirar uma foto de lá tão diferente e tão simpática, com um lagartinho cúti-cúti (vida selvagem no Cinque Terre!) é de uma fofura e romantismo sem limites. Me deu vontade de comprar uma passagem para a Itália na mesma hora. Ah! A Itália… E só por esse sentimento, liberado “apenas” por uma foto, já me mostra que a foto é vencedora. Mesmo tendo sido apenas Highly Commended na categoria Urban Wildlife.

5) Patagonian Woodscape – Daniel Jara

Daniel Jara - Wildlife Photographer of the Year 2011

Outra foto que é pura textura artística. Ficou em 2º lugar na categoria “In Praise of Plants and Fungi”. Daniel Jara usou a neve que caía nesta paisagem perto do Perito Moreno na Patagônia para montar a textura de uma tela de pintura a óleo. Com as cores da folhagem, fica portanto uma sensação linda de Impressionismo/Pontilismo. Lindíssimo.

6) Beavering – Louis-Marie Préau

Outra foto de uma fofura sem fim. Um castor embaixo d’água levando flores para seu ninho. E fica então a sensação antropocêntrica de que ele vai surpreender sua amada “castora” com um buquê lindo. Não é inspiradora? Foi Highly Commended na categoria “The Underwater World”.

7) Ocean Abstraction – Laurence Norton

Esta foto de uma tempestade no mar do Kauai, minha ilha predileta do Havaí, consegue parecer uma pintura à óleo. Até a “imperfeição” da linha do horizonte é perfeita dessa foto! Ainda assim, a foto tem um quê de Rothko que a leva para um patamar acima das demais. Afinal, há delicadeza numa tempestade, uma mensagem sensacional. Foi Highly Commended na categoria “Creative Visions of Nature”.

É isso aí. E vocês, quais gostaram mais do Wildlife Photographer of the Year 2011? Postem em seus blogs… Que tal fazermos um meme? 😀

Tudo de vida selvagem sempre.



151
×Fechar