Sexta Sub: tamure da Goat island

por: Lucia Malla Nova Zelândia, Parques Nacionais, Polinésia, Sexta Sub, Viagens

Tamure da Goat Island

Voltamos da Nova Zelândia há alguns dias, e só de olhar as fotos, já dá vontade de marcar uma viagem para lá de novo. Uma semana é muito pouco para a apreciar de verdade a beleza daquele lugar. Sem dúvida, um país de fauna riquíssima. Vimos pingüins, focas, peixes, golfinhos – tudo em abundância, coisa rara na maior parte do mundo. Simplesmente impressionante.

(E ótimo também descobrir que os kiwis tentam ao máximo manter a saúde do ecossistema deles.)

No primeiro dia na ilha Norte, os queridíssimos Mau e Oscar nos levaram para um snorkel na Goat Island, no Okakari Point, perto da cidadezinha de Leigh. Goat Island foi a primeira reserva marinha da Nova Zelândia, criada ainda em meados da década de 70. Tanto tempo de proteção garantiu à região a manutenção do seu ecossistema temperado com toda a riqueza de adaptações e interações possíveis ali.

Eu não me aventurei a cair na água, que estava super-hiper-ultra gelada pros meus padrões tropicais. Mas o André e o Oscar nadaram por lá, e o que eles viram foi a paisagem acima, bem típica do mundo sub da região: muitas algas (kelp) enormes, que funcionam como uma “floresta” subaquática para os variados peixes que passeiam por ali. O peixe da foto é chamado na Nova Zelândia de tamure, Chrysophrys auratus, da família Lutjanidae, a mesma dos pargos e ciobas.

Há muito mais para contar desta viagem. Foram inúmeros momentos inesquecíveis. Mas, enquanto minha agenda de trabalho não permite tempo pro blog, deixo vocês com esse aperitivo sub do que foi a diversão em Aotearoa.

Kia ora!

(ou… tudo de bom sempre. 😀 )



215
×Fechar