Sexta Sub: mergulho no naufrágio Mahi

por: Lucia Malla Havaí, Mergulho, Oahu, Sexta Sub

Já se vão alguns anos que fiz o mergulho para visitar o naufrágio do navio Mahi. Este navio senta no fundo do mar na costa oeste de Oahu, no Havaí.

Sexta Sub - mergulho no naufrágio Mahi

Waianae Boat Harbor

Era uma manhã de domingo e nos encontramos cedo no píer de Waianae com o Ricardo, da Hawaii Eco Divers, para um dia de diversão embaixo d’água.

A história do navio Mahi

Há muito tempo meus amigos mergulhadores comentavam comigo sobre o Mahi. Afinal, este era um navio de detecção de minas militares que foi intencionalmente afundado ali em 1982. A história mais interessante do Mahi é que a Marinha americana desencanou de utilizá-lo para desativar minas. Vendeu-o, então, para uma corporação que por sua vez o repassou para a Universidade do Havaí.

A Universidade tinha a intenção de torná-lo um navio de pesquisa. Mas logo outro destino foi dado a ele: ser afundado para um projeto de construção de recifes artificiais da época. E assim foi. Eis que a 1km da costa, o Mahi se sentou intacto, perfeitinho, a ~30m de profundidade.

Mas a sorte não estava ao seu lado. E em novembro do mesmo ano em que foi afundado o furacão Iwa passou exatamente pela costa oeste de Oahu. Iwa por conseqüência trouxe swells enormes, causando muita destruição. Depois da passagem do furacão, os mergulhadores encontraram o Mahi bastante danificado. O casco estava partido e cheio de ferragens, condição em que está no fundo do mar até hoje, quando mergulhamos.

Como é o mergulho no Mahi

O mergulho em si é considerado avançado. Entretanto, no dia em que fomos, o mar estava uma piscina. Talvez por isso eu tenha achado o mergulho super-tranquilo. O Mahi está meio virado de lado, e a parte superior do naufrágio se encontra a rasos 20m.

As arraias que mandam no pedaço.

Mesmo perto da costa, a visibilidade ali é inacreditável de tão boa, em geral mais de 30m. Você desse pela corda, chega até ele, nada ao redor, vê os peixes e corais, e sobe de volta pela corda. Um merulho mais direto e reto, impossível.

Em termos de vida marinha, um grupo de arraias-pintadas é residente ali. Há bastante corais e peixes típicos da fauna havaiana. Ou seja, o projeto de criar um recife artificial que agregasse vida marinha foi bem-sucedido.

Por estar bem afastado de Waikiki (e numa parte da ilha que recebe o swell das ondas grandes no inverno), este é um naufrágio menos visitado. Mas não menos interessante. Para quem vem ao Havaí e quer mergulhar num ponto diferente, recomendadíssimo.

A costa menos explorada de Waianae, no lado oeste de Oahu.

Tudo de mergulho sempre.

*Minha dica de qual é a melhor época para mergulhar no Havaí.



Booking.com



306
×Fechar