Confluência de tradições: o Memorial Day em Honolulu

por: Lucia Malla Cotidiano, Havaí, Oahu

Hoje é Memorial Day, um feriado nacional americano que honra aos mortos em combate ou durante o período em que serviram às Forças Armadas americanas – um Finados militar. Por todo o país acontece uma série de eventos em memória aos veteranos. Embora o feriado soe triste (e é, óbvio), O Memorial Day em Honolulu se tornou também um dos eventos mais bonitos e emocionantes do calendário anual da cidade.

Memorial Day em Honolulu

De acordo com o censo de 2000, cerca de 16% da população do estado do Havaí é composta por japoneses ou descendentes. O que, em termos percentuais, é mais que no Brasil, onde menos de 1% da população é de descendência nipônica. A influência da cultura japonesa no cotidiano das ilhas é, portanto, marcante por todos os lados que olhamos. E é esta influência que faz do Memorial Day em Honolulu uma experiência única, numa mistura deliciosa de ocidente com oriente.

Festival de Lanternas no Memorial Day em Honolulu

Memorial Day - Lanternas

Para honrar os veteranos mortos nas guerras americanas, acendem-se lanternas de papel sobre uma pranchinha de madeira, que são colocadas no mar em Ala Moana, na área do Magic Island, e deixadas flutuando ao entardecer. É simplesmente LINDO de se ver.

Memorial Day - Havaí

As lanternas  flutuantes sobre o rio são uma tradição japonesa para honrar ao espírito dos mortos e antepassados. Entretanto, há um twist: ao invés de seguir a tradição japonesa e honrar aos mortos no fim do verão, como ocorre no Obon japonês, usa-se o Memorial Day em maio, antes do verão, e na praia. Com shows de hula e apresentações de ukulele. A tradição ocidental e a oriental se encontraram e a celebração virou uma coisa única… havaiana.

Telão - Ala Moana Beach

Em Ala Moana, voluntários passam a tarde de Memorial Day fornecendo lanternas para as famílias que quiserem participar. A praia fica lotadaça, então aconselha-se a chegar cedo. Quando começa o entardecer, depois de escrever o nome/mensagem dos que você deseja honrar, as lanternas acesas são soltas ao mar. A paisagem fica de uma poesia admirável, que vale a pena ser vista independente do seu credo (ou ausência de). Se você estiver pelas ilhas nessa época, não pode perder essa oportunidade de se emocionar.

Tudo de bom sempre.

Memorial Day em Honolulu


P.S.

  • O turismo, que é assunto seríssimo no Havaí, também está profundamente ligado ao Japão. O estado depende muito do mercado japonês para obter lucros sólidos com a atividade – e lucra muito. Só no mês de março passado [link em pdf], aproximadamente 110,000 turistas japoneses desembarcaram nas ilhas, e deixaram cerca de 186 milhões de dólares pro estado. 
  • Aos ecocuriosos, as lanternas são logo em seguida recolhidas do mar em canoas, que ficam estacionadas próximas à arrebentação do coral. A maioria das lanternas recolhidas são então recicladas pro próximo ano. Foi a alternativa achada para diminuir o impacto de tal poluição no ambiente marinho e do uso de madeira e papel. É realmente um gesto simbólico, apenas, e o mar provavelmente agradece a preocupação.
  • As fotos deste post são da cerimônia de 2011.


670
×Fechar